Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

riscos_e_rabiscos

.

.

Até Parecia Mentira


 

 

Finalmente passei um fim-de-semana bem calmo, ao contrário do anterior. Já há muito tempo que não sentia esta tranquilidade.

 

E esta tranquilidade deveu-se nada mais, nada menos, à ausência do meu vizinho do lado. Do lado dele vinha apenas… o silêncio! E de vez em quando um miado de solidão.

 

O fulano anda cada vez mais destrambelhado. Acho que lhe está a fazer falta a presença feminina. A grande questão é: onde está a mulher dele? Desapareceu sem deixar rasto. Será que foi abduzida? Será que o abandonou? Está de férias (muuuito prolongadas) com amigas? Está a trabalhar fora do país? E porque não vai ele ter com ela aos fins-de-semana? E porque não vem ela a casa no fim-de-semana? Muuuito esquisito!

 

Mas como eu disse acima, a falta da presença feminina está a fazer tilt no único neurónio que o fulano tem. Diria mesmo que tem o system down!

A solidão fá-lo meter-se nos copos ou fumar umas ganzas (ou os dois) e depois perde a noção da realidade. O fim-de-semana passado tinha música em altos berros até às 3 da manhã.

 

Agora perguntam vocês: e não lhe foram lá bater à porta? E eu respondo: Não!!!

Esperem, não tirem já conclusões precipitadas…

Que fariam vocês se o meu vizinho fosse vosso, se já lhe tivessem pedido de joelhos para não pôr a música tão alta (ainda por cima o subwoofer está todo roufenho), se lhe tivessem mostrado a vossa própria casa quando ele tem a música em altos berros, tendo ele reconhecido, sempre, que nós tínhamos razão?

 

Fariam o mesmo que eu fiz: chamei a polícia!!! E aproveitei a onda e mandei uma sms ao administrador a avisar que se isto continuasse, iria solicitar uma reunião extraordinária.

Mas parece que está tudo mancomunado com o zombie! O zombie não liga pevas ao que lhe dizemos e quanto à polícia… lol!... nem se dignaram a aparecer apesar das suas palavras a tentar convencer-nos que iam acabar com aquilo para o resto da vida.

O administrador, esse então, nem se deu ao trabalho de responder à minha sms. E eu até sei porquê… é que são muito “amiguinhos”…!

 

 

Só vos digo que este silêncio nos soube que nem ginjas! Aquele som do silêncio… a calmaria da porta do vizinho… a solidão do último andar… Que maravilha!